July 15, 2020

Detalhe da riqueza do ouro, das pedras preciosas em formato cabochon, do coral; material precioso que nasce nos abismos marinhos, que uma vez tirado da água, passa da consistência mole para o estado sólido.

Jan Breguel Il Vecchio

Allegoria del Fuoco, 1608. Milano Pinotec...

Please reload

Joias com referências Egípcias

Joias com referências Egípcias

Flores de lótus, pirâmides, olho de Horus e escaravelhos são alguns motivos egípcios trabalhados em projetos de notáveis joalheiros ao redor do mundo. Inspirados pela descoberta da tumba de Tutancâmon em 1922, cenas inteiras da vida egípcia foram retratadas em pulseiras combinando lápis-lazuli e ouro. Essas influências se popularizaram ao redor do mundo e trouxeram para os dias atuais representações do Egito antigo, uma civilização que cultuava as joias como adornos estéticos e amuletos.

joias desse período, em decorrência dos ângulos, linhas geométricas e representações utilizados em sua execução. O desejo era eliminar as linhas fluidas da Art Nouveau e destilar projetos essencialmente geométricos e rudimentar, retirando das joias ornamentos aparentemente desnecessários, resultou nas joias Art Deco. Um olhar para o futuro e para o modernismo também aparecem com com destaque neste momento da história da joia.

Coleção Massima

Coleção Massima

As linhas mais limpas e rígidas são o ponto forte desses anéis criados por mim. Designs geométricos e combinações de pedras, criam contrastes e padrões abstratos. Clique na ímagem e veja a Coleção Massima na íntegra.

Ônix

Ônix

No período Vitoriano, a ônix negra era disputada por mulheres em luto, inspiradas pela rainha Vitória que mergulhou em um luto de 40 anos após a morte do seu marido. Nos anos 1920, a ônix negra se tornou uma gema popular nos designs de joias art deco. Nos dias atuais, a pedra expandiu seu simbolismo se tornando uma das eleitas também para a confecção de joias masculinas. Anéis com ônix negra podem ser encontrados nas coleções Massima Pressione e Massima Espansione.

Desde o início do século passado até os dias atuais, o design de joias no Brasil mostra-se criativo e, principalmente, sem preconceitos quanto as formas e materiais. Sendo reconhecido internacionalmente por essa característica. Na imagem, anel Di Cavalcanti e joias executadas por ‪#‎ElisaFracchiollaJoias‬, desenho Beatriz Muller Rosa do seu Projeto "O que falta e o que resta", o desenvolvimento de Joias a partir de resíduos orgânicos.

Durante esse movimento expressivo nos quatro cantos do mundo, foi defendida a inclusão da arte em objetos do cotidiano proporcionado, também através de joias, um lugar para a arte em nossas vidas diárias. Imagens de broches e arranjos de cabelo feitos por um dos designers mais influentes no estilo Art Nouveau, o joalheiro René Lalique (1860-1945) . Peças em vidro e esmalte são destaque em sua arte, e sua marca registrada o uso da figura feminina nua.

Existem diferentes formas de trabalhar pedras preciosas.

O Designer Baldi utilizou sua incrível mente criativa para moldar um cristal de rocha de 10 toneladas e transformá-lo em uma banheira fantástica. Trago a mesma dualidade ao universo micro da lapidações de pedras preciosas, obtendo formas e beleza de uma rocha bruta.

 

 

Imagine um jardim mágico, com criaturas incríveis, pássaros exóticos e flores selvagens. todos elaborados com formas curvilíneas.

Isso é uma síntese da Art Nouveau.O nascimento desse movimento artístico foi no auge na revolução Industrial, um tempo de grandes mudanças econômicas.

Uma transformação estava a caminho na pintura, arquitetura, objetos e, claro, na joalheria.

Em um lado mais sombrio, corujas, urubus, grotescos e criaturas mitológicas, fabulosamente embelezadas acrescentaram uma opção fresca aos adornos pessoais. Para os menos ousados, paisagens em miniatura combinando vários aspectos do mundo natural foram diversas vezes interpretadas em joias.

 

 

 

 

 

O brilho branco e o status de raridade fez com que as mulheres mais elegantes na história da moda tenham escolhido pérolas para construir seu estilo e, não raro, se deixavam fotografar adornadas pelas pedras.

A forma de utilizar as joias de pérolas tem evoluído ao longo dos anos. Na década de 1920, a moda era longos fios de pérolas.

Nos anos 1930, deu origem a uma nova silhueta, colares duplos presos na parte de trás por um fecho de diamante.Na segunda metade do século XX, ícones de estilo, como Audrey Hepburn, Grace Kelly e Jackie O. inventaram novas maneiras de usar pérolas, como gargantilha em camadas triplas.

Esse apelo atemporal e a versatilidade, transformaram as pedras naturais ou cultivadas em itens essenciais do guarda-roupa clássico. Para minhas produções, a reinvenção da sua utilização é o próximo status que essa pedra deve alcançar.

1- Cuba em Cristal de Rocha, coleção NOIR - Baldi
2- Brincos Kole feito em Prata 950. Pedras: Drusa e Quartzo Rutilado de Turmalina Negra
3 - Banheira esculpida em uma única pedra de Cristal de Rocha bruto - Projeto Personalizado. esculpida em ametista - Coleção Amaltea 
4 - Colar Noce. Feito em Prata 950. Pedra Dalomita e Madeira esculpida.
Coleção Due Respiri.
5- Banheira esculpida esculpida de uma Ametista - Coleção Amaltea. 
6- Anel Stalattite, em Prata com Turmalina Bruta - Coleção Massima Pressione e Espansione.
7- Anel Due Cristallo, em Prata com Cristal de Rocha e Zircônias cravejadas - Coleção Massima Pressione e Espansione.

 

Copyright © 2019, Tous droits reservés- mentions legales- Design  by Elisa Fracchiolla

  • Pinterest B&W
  • Instagram Clean
  • w-facebook